Rua da Trindade, 1B 8000-273 Faro Tel: 289 822 700 Fax: 211 454 858

07
Jul 09

PROJECTO DE REQUALIFICAÇÃO DE ESTAÇÕES E APEADEIROS DA LINHA DE CASCAIS

Os responsáveis dos Serviços de Concursos reuniram com os responsáveis da REFER, EPE a 2.JUL.2009.  
Na reunião foi disponibilizado à OASRS o acesso ao Processo de Concurso, que, de acordo com a apreciação realizada, se encontra devidamente instruído como Concurso Público - não se tratando, pois, de um Concurso Público de Concepção. 
Ainda no decurso da consulta da OASRS às peças do Concurso Público considerou-se, em comunicado enviado ao promotor, que: 
“- devem ser contempladas medidas em projecto de forma a salvaguardar os valores patrimoniais das estações e apeadeiros em causa (…); 
- (…) no caso particular da gare ferroviária do Cais do Sodré devem ser feitos todos os esforços para consultar o actual projectista para execução do projecto, de forma a prosseguir a coerência de um edifício programaticamente ímpar (…); 
- no que refere aos documentos da proposta, devem ser discriminadas e definidas as peças que compõem a “memória técnica”,  de forma a que sejam comparáveis e quantificáveis as propostas do distintos concorrentes (…); 
- no âmbito das intervenções sobre o edificado, com o objectivo de dar uma imagem uniforme e um conceito de “branding” único à Linha de Cascais, devem ser explicitados critérios e definidos elementos concretos para a apreciação da proposta (…) e coordenação desta intervenção com a hipotética salvaguarda patrimonial;
- em relação à habilitação do concorrente, parece-nos suficiente que façam parte da equipa técnicos com experiência prévia em projectos de remodelação ou construção de edifícios de estações ferroviárias, não se exigindo esta qualificação ao coordenador do projecto ou ao autor do projecto de arquitectura; no entanto, a coordenação dos projectos deve ser efectuada por técnicos com a habilitação profissional de arquitecto, em coerência com a Lei n.º 31/2009 de 3 de Julho. “ 
 
Através de contactos telefónicos, entretanto ocorridos, chegou-nos ao conhecimento que a REFER, EPE estaria a encarar a possibilidade de: 
 
a) vir a reforçar o enfoque dado à questão do património moderno, em especial as estações incluídas no IAPXX, sugerindo-se a execução de um estudo que sustente a tipologia da intervenção nas estações inventariadas;

b) prorrogar o prazo de entrega;

c) considerar a redução da experiência profissional exigida para 10 anos de profissão e experiência de um projecto de estação nova ou remodelação para o arquitecto ou coordenador. 
 
Considera-se, pois, que os potenciais concorrentes devem manter-se atentos ao desenvolvimento do processo.

 

publicado por Algarve-OASRS às 20:55

pesquisa
 
arquivos
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


arquivo fotográfico
subscrever feeds